Canteiro de obras

Rede Social

Andei, andei, andei. Por toda parte em que andei, vi obras. Muitas obras. Construções, reformas, renovações. Em toda a parte se constrói. O país parece um canteiro de obras.

Não, não estou falando do Brasil. Bem que poderia ser. Mas não é assim. Infelizmente.

Falo da Alemanha. Por lá andei por algumas semanas. Passei pela grande cidade de Frankfurt. Vi construções, reformas, renovações. Em toda parte.

Passei por Bonn, a ex-capital, a cidade do Festival de Beethoven. Vi construções, reformas, renovações. Em toda parte.

Passei por Stuttgart, por Munique, por Nuremberg. Vi construções, reformas, renovações. Em toda parte.

Passei por Berlim, a capital de reunificada Alemanha. Vi construções, reformas, renovações. Em toda parte.

Visitei várias outras cidades. Em todas, as mesmas cenas. O país parece um canteiro de obras. O país não está se preparando para nenhuma Copa do Mundo. A curiosidade cresceu em meus miolos. Troquei ideias com algumas pessoas da terra de Angela Merkel. A explicação para a minha admiração diante de tantas obras me pareceu bem razoável.

A economia mais pujante da Europa está em boa maré. Há bastante dinheiro disponível. O governo aproveita o momento e os recursos para atualizar o seu patrimônio. Reforma os prédios públicos e históricos. Renova, melhora e amplia o seu sistema de trens e metrôs.

Em Stuttgart, por exemplo, estão sendo investidos oito bilhões de euros para ampliar a estação central de trens de longa distância.

E, assim, se investe no turismo, que tem um excelente retorno. Aliás, por lá se sabe explorar, de forma magnífica, as potencialidades turísticas.

Fiquei a pensar – mas não encontrei um desenlace razoável para o meu pensamento – sobre os investimentos que fazemos no nosso Brasilzão afora na área do turismo. Um filé para a economia. E, a propósito do Brasil, onde andam os nossos trens? Estradas esburacadas, poluição, engarrafamentos, escoamento da produção, tudo isso vemos em nossas rodovias. Na Europa, a rede ferroviária faz isso com muito maior eficiência.

Na foto, vemos a reconstrução do antigo Palácio da cidade de Berlim, destruído durante a Segunda Guerra Mundial. Também chamado agora de Humboldt Forum, bem ao lado da monumental Catedral de Berlim, terá a sua fachada barroca reconstruída conforme o original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *