Na Mira

Rede Social

Plenária mandato do Fontana

Estive em Porto Alegre, cumprindo agenda política, quando prestigiei  a Plenária do mandato do deputado federal Henrique Fontana. Estavam presentes os ex-governadores Olivio Dutra e Tarso Genro, assim como o pré-candidato do Partido dos Trabalhadores ao Governo do Estado, Miguel Rosseto. Fontana é um dos principais apoiadores do nosso mandato como vereador em Alegrete, oferecendo suporte às nossas ações, inclusive com a liberação de emendas parlamentares, tão raras na área da Cultura. O deputado foi sensível ao que a ação parlamentar do seu Gabinete prioriza. É certo que estamos atuando em várias áreas e segmentos – como no apoio ao esporte e à OPAA, que para nós é uma questão de saúde pública – mas todos sabem que o slogan da nossa campanha foi Cultura é Coisa Séria, e o Fontana sempre esteve com seu mandato à nossa disposição.Prestigiar o mandato de Fontana e colocar-se ao seu lado nesta caminhada engrandece o “fazer político”, já que trata-se de um dos principais quadros da política nacional.

Palestra contra a homofobia na EJA

Estivemos conversando com os alunos do 3° ano do Médio do Ciep Dr. Romário, a convite da Sara Morales que lá estagia, sobre o importante tema da homofobia. Para ilustrar a conversa, projetamos o documentário Mãos Dadas, produzido pelas EJA do próprio Ciep e da Tancredo Neves, em parceria com o Coletivo Multicultural de Alegrete. Foi uma troca de ideias produtiva, despertando total interesse da qualificada plateia. Este documentário oportunizou a Caravana da Diversidade, levando a importante discussão para escolas e entidades da cidade. A repercussão foi tamanha, que a própria RBS TV convidou os realizadores para entrevista.
A Caravana também ocupou o espaço regimental da Câmara Municipal, a nosso convite.

O Alexandre Frota, com sua vasta “bagagem artística” e seu abismal  “estofo intelectual”, é obrigado pela Justiça a apagar posts insanos  que dirigiu ao Caetano, parece que via twitter…O que horroriza não é o que sai da boca (ou dos dedos) de um cara com o perfil do Frota, que entrou nessa tipo o Lobão, “falem mal mas falem de mim”. Mas quem estimula estrategicamente, de forma conivente, a guerra imunda da desconstrução via internet de caras como Caetano ou Chico. Eles não estão acima do bem e do mal. Mas têm, qualquer um deles, uma obra que enriqueceu e enriquece a cultura brasileira de forma definitiva, que têm legiões de fãs e seguidores com discernimento, sensibilidade, e que são realmente consumidores da melhor produção cultural deste País. São sim gigantes, monstros sagrados, que devem ser reverenciados e respeitados inclusive por quem tem o democrático direito de não comungar ideologicamente com eles.Enquanto isso, a turba dos insensatos, que desconhece a dimensão da arte e da cultura na formação da amálgama de um povo, baba de ódio e vocifera.Como bem disse Augusto dos Anjos em seu tempo:”Acostuma-te à lama que te espera!O Homem, que, nesta terra miserável,Mora, entre feras, sente inevitávelNecessidade de também ser fera”.Sejamos então feras, e enfrentemos “as frotas”. “Pero sin perder la ternura jamás”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *