Mãos Dadas leva o prêmio Melhor Documentário, em Alvorada

Rede Social

O documentário Mãos Dadas, sobre homofobia na escola, realizado por alunos e alunas do Ciep e do Tancredo Neves, recebeu o prêmio de Melhor Documentário no 3º FECEA (Festival de Cinema de Alvorada), no domingo (26). O curta é o reconhecimento de um trabalho que repudia violência à comunidade LGBT, em parceria com o projeto “Caravana da Diversidade”. A Caravana foi criada após a produção Mãos Dadas e leva uma roda de conversa com debate para universidades e escolas do município de Alegrete. Idealizado por Ana Lúcia Vargas, Mari Arussul (Ciep), Paulo Amaral, Pedro do Amaral (Coletivo Multicultural) e os estudantes, Antônia Monteiro, Lucas Prattes, Daiane Gomes e Roberta Requel, circulou por diversos locais nesse ano e ocupou o espaço regimental, na Câmara Municipal de Vereadores de Alegrete, a convite do vereador Paulo Berquó (PT).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *