Berquó avalia seu primeiro ano de mandato e comemora conquistas

Rede Social

 

O vereador Paulo Berquó (PT) avalia de forma extremamente positiva o seu primeiro ano como vereador em Alegrete. “Foi um ano, antes de tudo, de aprendizado”, reconhece. A inexperiência, entretanto, foi compensada com dedicação, inteligência e firmeza ideológica. O parlamentar ressalta que foram diversas as conquistas e os espaços que foram abertos através do seu Gabinete. “Sabemos que representamos um segmento novo no Parlamento, já que nos elegemos com a bandeira da cultura, mas sob um ponto de vista muito mais amplo do que as manifestações culturais tradicionais”, explica.

Desde o primeiro dia, o vereador buscou abrir as portas da Câmara Municipal para os skatistas, para a cultura marginalizada – como o rap e o grafite – para o movimento LGBT, para os afrodescendentes, além de potencializar os movimentos já construídos e consagrados  na cidade e que precisam de voz e de espaço.  “Me refiro ao Coletivo Multicultural de Alegrete, ao brique Massa Cultural, ao Aldeia do Rock, entre outros”.

A criação da Associação dos Amigos do Festival Alegretense da Canção (AFAC) também foi uma articulação do gabinete do vereador. Dia 22, os “Amigos do FAC” foram oficialmente apresentados à comunidade, em memorável show reunindo algumas das canções premiadas na última fase do Festival. Foi Revivendo o FAC, realizado no Centro Cultural.

Audiências Públicas e Espaços Regimentais

Paulo Berquó ressalta que seu Gabinete promoveu duas Audiências Públicas: uma para discutir a prática do skate na cidade, com a presença do deputado Henrique Fontana e do deputado Adão Villaverde; e outra para a discussão dos maus tratos aos animais e da escassez de recursos repassados à Organização de Proteção Animal do Alegrete (ONG OPAA), parceira nesta ação.

Também propôs dois espaços regimentais: um para a questão dos livros e das bibliotecas em Alegrete, através da bibliotecária Aliriane Almeida, do Centro Cultural Adão Ortiz Houyek, e outra para a “Caravana da Diversidade – todos contra a homofobia”, projeto idealizado por Ana Lúcia Vargas e Mari Arussul (Ciep), Paulo Amaral e Pedro do Amaral (Coletivo Multicultural) e os estudantes, Antônia Monteiro, Lucas Prattes, Daiane Gomes e Roberta Requel, que visitou escolas e entidades do Município durante o ano, projetando o documentário “Mãos Dadas”, produzido por alunos a alunas das EJAS das escolas Ciep e Tancredo Neves. Na mesma temática, o vereador visitou escolas proferindo palestras sobre o tema.

Foi através de proposição sua, que de forma inédita a Câmara Municipal participou da Feira do Livro de Alegrete, através de sessão ordinária descentralizada. “Cultura é coisa séria”, repete Paulo Berquó, quase como um mantra, saudando a interação do Parlamento com os livros e a leitura. Foi também através de ação do seu Gabinete que está instalado na Câmara um ponto do BookCrossing, ação universal de “libertar” livros em locais públicos.

Agendas em Porto Alegre

Paulo Berquó esteve na capital do estado em agendas na Assembleia Legislativa e na Secretaria de Cultura. Entre as pautas, a liberação dos recursos do ponto de cultura Coletivo Multicultural de Alegrete, quando foi recebido pelo secretário estadual Victor Hugo; e a caótica situação do Presídio Estadual, com os deputados Jeferson Fernandes (presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, da Assembleia Legislativa) e Adão Villaverde.

Berquó é presidente da Comissão de Cidadania e Desenvolvimento Social, da Câmara de Alegrete.

Agradecer e Abraçar

Foram proposição de Paulo Berquó (PT) duas sessões antológicas de reconhecimento. Uma delas outorgou a Cleber Márcio Xavier, alegretense que exerce o cargo de principal auxiliar técnico da Seleção Brasileira que representará nosso país na Copa da Rússia, o Mérito Legislativo. A outra, outorgou à Nilda Felisberta Correa de Freitas o título de Cidadã Alegretense. Descendente de escravos, a homenageada foi a primeira manequim negra de destaque no Rio Grande do Sul e há 30 anos integra a Diretoria da Casa do Alegrete, em Porto Alegre. Também foi um dos mais emblemáticos destaques da Escola de Samba Unidos dos Canudos nos anos 70/80.

Emendas Parlamentares

Em seu primeiro ano de mandato e Paulo Berquó já conquistou duas emendas parlamentares para os segmentos onde atua. Uma de R$ 150 mil para infraestrutura de eventos culturais oferecerá ao Centro Cultural estrutura de som e luz como raras casas de cultura no estado possuem. “Até mesa de som digital”, conta o vereador. Berquó também ressalta que a Biblioteca Mario Quintana é beneficiada, com aquisição de computadores. “Este recurso permitirá que o Coletivo Multicultural seja beneficiado com outros equipamentos, como tela inflável para cinema, gazebos, máquinas fotográficas, ampliando a capacidade de ofertar cursos à comunidade”, comemora. A outra emenda – de R$ 250 mil – é destinada à construção de uma pista se skate como não tem na cidade, com medidas oficiais, capacitando o Município a sediar etapas estaduais e nacionais da modalidade. “Este recurso provocou enorme polêmica, já que houve certa incompreensão de que esta pista não recebe recurso dos cofres do Município e que a emenda vem com destinação específica”, pondera o vereador. “Todos em Alegrete sabem do meu compromisso com a rapaziada do skate”, argumenta, reforçando que a política deve ser feita com transparência e franqueza. “Procuro cumprir item por item a minha plataforma de mandato”.

Fontana

O vereador agradece o apoio e o suporte que o deputado federal Henrique Fontana (PT) ofereceu ao seu mandato. “Tenho o maior orgulho de estabelecer parceria com o Fontana, um deputado cuja atuação orgulha o povo gaúcho e que nesta época de delatores e deletados, passa ao largo disso tudo”, elogia.

– O Fontana é sim uma inspiração e um exemplo de que podemos fazer política com resolutividade, sem precisar de relações promíscuas e pouco éticas.

Cenário nacional e estadual

– É claro que tivemos um ano extremamente complicado no que tange ao quadro nacional e estadual, com desconstrução dos direitos constitucionais dos trabalhadores e desrespeito ao funcionalismo público e ao Magistério aqui no Estado.

Ano Novo

Para 2018, Berquó avisa que pretende estreitar as relações com as comunidades de bairro, através de ações culturais descentralizadas. “A gente não quer só comida a gente também quer diversão e arte”, sustenta, aludindo à clássica canção de os Titãs.

“Espero que o ano novo traga realmente boas novas, já que teremos uma eleição importantíssima pela frente e precisamos defender e resgatar, através do voto, os direitos da classe trabalhadora, elegendo aqueles que defendem a democracia em sua plenitude”.

– E para a brava gente do Alegrete, nossos votos de prosperidade, paz, harmonia e justiça social.

 

 

Amigos do FAC
Audiência Pública com a OPAA
Agenda com Villaverde em Porto Alegre
Com Cleber Xavier, Mérito Legislativo
Com deputado federal Henrique Fontana
Com Nilda Felisberta, Cidadã Alegretense
Skate é coisa séria: Audiência Pública
Alegrete Rap City: a voz das ruas
Homofobia: defesa pela criminalização

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *