Prefeitura cancela repasse à OPAA

Rede Social

Foi com surpresa que a comunidade ouviu o anúncio de que o Executivo suspendeu a verba de R$ 2,5 mil que era destinada à OPPA para a manutenção dos serviços. Dr. Nara leite, presidente da OPPA, criticou a medida adotada pela prefeitura, e falou também em relação aos animais cavalares onde foram realizadas diversas reuniões para tratar do assunto, mas que até agora nenhuma medida efetiva foi adotada. A prefeita Cleni Paz respondeu as críticas nas redes sociais argumentando que o repasse para a OPAA era para castração de animais e não para a própria sobrevivência da ONG. “Sendo que a própria instituição filantrópica gasta muito além disso, em torno de 15 ou 20 mil reis por mês. Fizemos então a proposta que pretendemos cumprir de superar estes gastos, realizando os próprios procedimentos, assim poupando a ONG dos gastos. Podendo, portanto, depositar seus esforços em outra direção”, argumenta a prefeita, sustentando também que o acordo com a OPAA foi firmado  frente à Promotoria e o Judiciário, juntamente com integrantes da ONG.

Por sua vez, a advogada Nara Leite, presidente da OPAA garante que a entidade jamais concordou com tal decisão. “Foi unilateral, inclusive que foi informamos à prefeita, tão logo terminou a audiência, e sua resposta foi o silêncio”.

– A OPAA nunca disse que gastava R$ 15 a 20 mil por mês, já alcançamos R$ 12 mil. A mídia é importante para trazer ao conhecimento da população a realidade do dia a dia. O abandono e o descaso com a questão dos animais é visível, basta dar uma caminhada nos principais bairros da cidade. A OPAA existe há nove anos e vamos continuar existindo independente de quem esteja no Governo, sustenta Nara Leite.

Em novembro, a Câmara Municipal, através do gabinete do vereador Paulo Berquó (PT), em parceria com a OPAA, promoveu audiência pública, justamente para discutir os maus tratos aos animais e a escassez de recursos repassados à entidade.

O debate está posto e as redes sociais já repercutem a decisão da Prefeitura.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *