Fronteira Oeste recebe Fórum sobre Educação Inclusiva

Rede Social

Faders amplia atuação em prol da Educação Inclusiva

 

Com o objetivo de atender tanto os dirigentes e profissionais de educação, quanto os pais e estudantes – de escolas municipais e particulares –, que constantemente buscam orientações sobre Educação Inclusiva, a Faders – Acessibilidade e Inclusão abriu duas novas frentes de suporte à educação especial.

 

O Fórum Temático “Interpretando as normativas para a prática da Educação Inclusiva”, sobre as diretrizes técnicas aplicadas, é voltado a gestores educacionais e profissionais da área. Os eventos são realizados de forma regionalizada, de maneira a levar informação e conhecimento ao maior número possível de pessoas, a partir da adesão dos municípios. Na Fronteira Oeste, o Fórum está marcado para a semana que vem, em São Gabriel. Municípios de outras regiões do estado poderão se candidatar para sediar o evento nas suas regiões.

 

Outra ação que visa oferecer à comunidade escolar subsídios para a prática da educação inclusiva serão os encontros para estudos de casos e orientações específicas, na unidade SECAT/Faders, no bairro Santa Maria Goretti, em Porto Alegre. Direcionado aos professores das salas de recursos e demais profissionais da área, os encontros visam criar um ambiente de trocas de experiências e de potencialização de soluções, resultando em um espaço para o assessoramento contínuo às escolas e profissionais da área de educação especial. Familiares que quiserem participar são bem-vindos.

 

Roque Bakof, presidente da Faders, ressalta que as experiências positivas precisam ser reconhecidas e multiplicadas e que as novas ações se somam as ações já realizadas pela Fundação em prol da educação inclusiva. “Vamos ampliar o que já vinha sendo feito. Até então, a Faders têm oferecido apoio pontual e recursos sob demandas específicas. O que pretendemos agora é alcançar os 497 municípios do estado, auxiliando as instituições de ensino e os profissionais para o melhor entendimento e aplicação das normativas, para que a educação especial, as salas de Atendimento Educacional Especializado, o trabalho dos monitores e a comunidade escolar como um todo possam construir de forma consciente a inclusão na educação”, disse.

 

O presidente lembra que a educação é transformadora na vida de qualquer pessoa, e que, a cada dia mais, as pessoas com deficiência e os seus familiares assumem consciência disso. “Todos buscam evoluir nos estudos, e – por isso mesmo – precisamos preparar o ambiente escolar, não só no sentido arquitetônico, no ferramental e na didática, mas também – e principalmente – no sentido da acessibilidade atitudinal”.

 

Fórum na Fronteira Oeste

 

O Fórum Temático na região da Fronteira Oeste, está previsto para acontecer no espaço de eventos Seven, no município de São Gabriel, no dia 23 de março.

 

Entre outros assuntos abordados, estão: o público da Educação Especial; o Atendimento Educacional Especializado (AEE); o papel do professor do AEE; o monitor/profissional de apoio escolar; e termos específicos.

 

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no link:

http://www.faders.rs.gov.br/servicos/10/3518

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *