Formandas 2018 da Ballerina

Rede Social

A formação em Ballet Clássico na Ballerina tem representando um dos marcos  desta, que é a Escola referência na nossa Fronteira-Oeste e em nosso Estado e país, pela abrangência de conhecimentos que contemplam o currículo desta instituição de ensino da Dança.

Agregado ao vasto repertório de aprendizagens, a Escola oportuniza o estudo da História da Dança, desde os primórdios até a idade contemporânea, o uso da Terminologia da Dança, linguagem universal que proporciona a compreensão dos passos em qualquer lugar em que suas alunas venham a praticar aulas, Anatomia Humana aplicada à Dança e, estágio supervisionada na rede pública de Alegrete, com duração de dez meses.

Nos seus 34 anos de atuação e confirmando a marca da Dança de qualidade, a Escola Ballerina neste ano, estará entregando o certificado de conclusão do Curso Básico em Ballet Clássico, a sua 12ª turma de concluintes, o que habilita suas Formandas o exercício da Docência em Dança. Das bailarinas já formadas por esta Escola, a grande maioria, já atua em diversas Escolas de Dança do nosso Estado e até no exterior, certificando a excelência do trabalho desenvolvido durante os dez anos de estudo que compõem o currículo na Ballerina.

Andrielli Mattivi, Carolina Freitas, Cecília Molina, Dienifer Carneiro, Elisa Diniz Giacomelli, Fernanda Bonazza, Gabriela Rodrigues, Helena Miranda, Helena Temp, Luiza Porto Alegre, Lívia Temp, Manoela Gomes, Maria Eduarda Gasparotto, Maria Eduarda Pedroso, são as representantes da Escola em perseverança, dedicação, comprometimento com a arte neste ano e, desde janeiro já estão se preparando para alicerçar sua formação com a costumeira qualidade que é marca da Escola, a qual prima pela formação holística de seus alunos. As Formandas 2018 participaram neste período inicial, de um intensivo de 40hs/aula, sob a supervisão e orientação da professora Jacqueline Zacarias, a qual sente-se responsável e gratificada com o comprometimento de suas bailarinas, que mesmo jovens, já carregam a responsabilidade e disciplina que uma legítima Escola deve desenvolver em seus alunos.

A Dança como arte, a Escola como espaço, para estimular desde a mais tenrra idade o gosto pelo movimento, a Ballerina como Escola, e assim foi a escolha destas famílias, que depositaram nesta Escola de Dança a inteira confiança para conduzir e dar seqüência na educação de suas filhas, desde os 3 anos de idade e hoje, ao completarem 14 e 15 anos, estas jovens devolvem aos familiares, uma resposta concreta de autênticas personalidade firmadas nos valores de uma Escola que se alicerça no principal degrau de uma sociedade: a Família e se fortalece como Família Ballerina!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *