Técnico do IPHAE vistoria prédios históricos de Alegrete que apresentam infiltrações

O arquiteto Jorge Evangelista , do Instituto do Patrimônio Histórico  e Artístico do Estado (IPHAE), esteve em Alegrete nesta quarta-feira para proceder a uma avaliação dos prédios históricos de Alegrete  que apresentam infiltrações e  sérios problemas estruturais. Visitou  o Museu de Artes José Pinto de Medeiros e o Museu Oswaldo Aranha. No primeiro, onde o caso é mais sério –  o Museu está inclusive protegido  por um tapume –  houve uma reunião  com a participação de uma equipe da Prefeitura, representante da Fundação Educacional de Alegrete  e do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Alegrete.

Após uma análise sobre a situação daquele prédio histórico, o arquiteto Jorge Evangelista disse  da avaliação que seria feita e, a partir daí, produzir um relatório  que será encaminhado para Alegrete com as recomendações  para suprir as urgências. Devido ao custo de restauração, o técnico recomendou  a mobilização da sociedade com o objetivo de recuperar o prédio que está  ameaçado de ruir, conforme  deixou  transparecer.

O engenheiro Alisson Cooper, da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, alertou para o fato de que  o trabalho de recuperação  do prédio do museu é delicado e exige uma mão de obra qualificada que  a cidade certamente não dispõe. O engenheiro Evangelista procedeu a um completo levantamento fotográfico da casa, inclusive utilizando uma escada  para acessar até o telhado que está seriamente comprometido.

Um ponto a ser esclarecido diz respeito à propriedade do prédio  que é da Fundação Educacional de Alegrete cujo representante da instituição, Quirino de Araújo Carvalho, estava presente na reunião. Para o representante do Executivo, José Rubens Rosa Pillar, a questão  da propriedade terá de ficar bem esclarecida.

A diretora de Cultura Andrea Oliveira, que coordenou a reunião,  disse que o importante é  que já há um rumo  sobre o prédio do Museu e agora é dar o encaminhamento.

Não foi estipulado o prazo para a  entrega  do laudo de vistoria, mas deverá ser para os próximos dias.

Participaram  da reunião os representantes do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Alegrete (Compahca), historiador Homero Dornelles, a engenheira  civil Luana Hohemberger  e o professor da Unipampa, Aldo Temp, além do coordenador dos museus Clóvis Ivan Trindade da Costa e a secretária do Museu, Liliana Lacerda.

Museu Oswaldo Aranha

Compartilhamento:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *